A Afectos com Letras, Associação para o Desenvolvimento pela formação, saúde e educação, é uma Instituição de Utilidade Pública, reconhecida e registada como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros Português, que foi fundada em Setembro de 2009 e que possui uma delegação na Guiné-Bissau desde Agosto de 2012. Tem como missão e objetivos a conceção, promoção, execução e apoio a programas, projetos e ações de cariz social, cultural, ambiental, cívico, educacional e económico.

domingo, 21 de Setembro de 2014

Vão começar as aulas! Apadrinhamento de turmas do Projecto Baobá


O ano lectivo vai ter início dentro de dias na Guiné-Bissau e as turmas e crianças apoiadas pela Afectos com Letras ONGD procuram madrinhas e padrinhos que lhes permitam sonhar com um futuro melhor. Vamos ajudá-los?

Encontre mais informações sobre o PROJECTO BAOBÁ AQUI !





 

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Campanha NATAL COM AFECTOS - Guiné-Bissau 2014

Estamos neste momento a iniciar os preparativos para o envio de um contentor de ajuda humanitária com destino à Guiné-Bissau e que irá ser distribuído, na quadra natalícia, pelo grupo de voluntários da ONGD Afectos com Letras que se desloca àquele País, no âmbito da nossa XIV Missão Solidária.

Contribuindo com uma embalagem de massa ou uma lata de atum (o que representa menos de um Euro) podemos ajudar a multiplicar sorrisos e a aquecer o coração de quem pouco ou nada tem num País que se encontra na cauda do índice de desenvolvimento humano de 2013 das Nações Unidas, a Guiné-Bissau. 

Esperamos poder contar com o vosso apoio para que o Natal de 2014 fique na memória das meninas e dos meninos guineenses a quem iremos entregar os vossos donativos.






segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

RELATÓRIO DA XIII MISSÃO SOLIDÁRIA AFECTOS COM LETRAS - GUINÉ-BISSAU, AGOSTO DE 2014

Nota de abertura - Joana Benzinho e Marta Rosa

Mais um regresso à Guiné-Bissau, com poucos dias para tantos projectos e tão poucos meios para o tanto que gostaríamos de fazer. Esta Missão partiu preparada para as contingências meteorológicas e logísticas que os meses da chuva impõem naquele País. Estradas intransitáveis e alagadas, dias e dias de precipitação ininterrupta. Encontrámos uma Guiné-Bissau refém da ameaça do ébola e da cólera que já ceifa vidas no Sul do País. Modestas nos objectivos, tentámos no entanto concretizar tudo aquilo a que nos havíamos proposto. Conseguimos fazer as hortas com as crianças do Quelelé, entregar medicamentos e material médico hospitalar no principal Hospital do País,  visitar, entregar bens alimentares ou livros em três orfanatos que nos são queridos e onde gostamos de voltar sempre que possível para dar um pouco de amor e de conforto às crianças que pouco recebem da vida. Com as escolas de férias e os caminhos alagados, não visitámos as crianças da Creche de Varela e de Djoló. Encontrámos no entanto as professoras com quem tratámos do início do ano lectivo, acompanhámos o processo de matrículas e debatemos acções futuras com vista a melhorar o ensino e os períodos de recreio e lazer destas cerca de 200 crianças que frequentam as duas Creches. Ao Régulo de Cambajú foi entregue o CD cheio de histórias que irão agora passar na Rádio comunitária daquela região e que resultam de uma parceria da Afectos com Letras com a Rádio Cardal FM.
O balanço final é assim positivo. Doze dias que passaram a correr, entre salpicos de lama e pés submersos nas águas quer correm nas ruas de Bissau ou no Mercado do Bandim por onde andámos em busca de sacos de arroz. A nossa Guiné-Bissau é mesmo isto. Dificuldades que se ultrapassam com um sorriso na cara e com muitos Afectos com Letras! 
A nossa Biblioteca em Bissau continua a receber uma grande afluência de leitores e a comprovar o interesse e a necessidade deste espaço de saber e de cultura no País.

Doação de medicamentos - HNSM

Como é hábito, a ONGD Afectos com Letras entregou à ONG AIDA, uma organização espanhola que actua no Hospital Nacional Simão Mendes, medicamentos, agulhas, seringas e outro material médico-hospitalar que será utilizado com os doentes mais carenciados que frequentam o hospital. A atravessar uma fase delicada devido à ameaça de ébola no País, o sector da saúde levanta especial preocupação e ficou clara a necessidade de reforçar o stock de luvas, mascaras e desinfectantes para utilização dos técnicos que ali trabalham. Por outro lado, a falta de meios financeiros dos doentes leva a que, na maioria das situações, não lhes sejam administrados os medicamentos receitados pelos médicos durante e após o internamento. Nesta Missão vivemos de perto, uma vez mais, o drama de uma doente internada nos cuidados intensivos que há três dias via a sua situação clínica deteriorar-se hora a hora por impossibilidade da família comprar os medicamentos prescritos para aquilo que teria sido um AVC. Fomos de imediato à farmácia adquirir a medicação e percebemos o drama vivido por quem nada tem e necessita de um medicamento de 15 Euros, o que representa para muitas famílias, metade do que leva um assalariado para casa ao final do mês…






Escola da Afectos com Letras no Bairro do Quelelé

Na escola do Quelelé, decorrem agora as matrículas para o ano de 2014/2015 que se inicia já no final de Setembro. A afluência e o interesse por este estabelecimento de ensino aumentaram agora que a escola deixou as paredes e telhado de palha e passou a ser um espaço com paredes, portas, janelas, casa de banho e cozinha. Uma escola com condições que atrai naturalmente muito mais crianças e vai permitir que as aulas sejam dadas com o mínimo de condições e de dignidade. O Grupo Netos do Bandim esteve na escola a fazer uma performance de danças tradicionais e uma peça de teatro onde se alertava para a necessidade de as crianças frequentarem a escola com especial ênfase na importância da escolarização das meninas, que na Guiné muitas vezes abandonam prematuramente a escola para ajudar nas tarefas domésticas. Foi uma tarde cheia de conteúdo e de animação que contou com a presença de muitos pais e crianças. De salientar que a recente construção desta Escola no Quelelé, resultou de uma iniciativa da ONG Afectos com Letras que contou com o inestimável apoio da família Rotária Pombalense – Rotary, Rotaract, Interact e Casa da Amizade, da Comunidade Católica de Ixelles, da Academia do Bacalhau de Bruxelas e de vários particulares.




Hortas escolares no Quelelé: desde pequenos, o valor da cidadania

Nas traseiras da Escola do Quelelé foi criado um espaço destinado ao cultivo de hortas pelos alunos e professores do Quelelé e que está cercado com arame farpado para o proteger das galinhas, porcos e cabras que por ali circulam livremente. São pequenos talhões que vão ficar sob a responsabilidade das diferentes turmas e cujo resultado será utilizado na confecção das refeições da cantina escolar
Às crianças foi explicada a função das sementes, a importância e valor do cultivo da terra e a necessidade da diversificação alimentar, num país como a Guiné-Bissau onde grande parte das famílias se alimenta unicamente de arroz. Com os alunos, agarrámos em enxadas e pás e moldámos a terra, semeámos tomate, cenoura e pepino e delimitámos cada um dos talhões que ficará a responsabilidade de 5 grupos distintos. As meninas e os meninos participaram entusiasmados e com grande interesse nesta actividade e ouviram atentamente todas as recomendações para tratar da horta no dia a dia.
Estas hortas suscitaram especial curiosidade junto de trabalhadores que por ali andavam numa obra e que vieram  observar as plantações e pedir para ver de perto estas sementes que deixámos na terra. Levaram, também eles algumas sementes para semear nas suas hortas. Vamos avaliar os resultados na próxima Missão Solidária.





Fundação O Ninho da Criança 

 Na Fundação O Ninho da criança moram 46 órfãos, com idades compreendidas entre os sete meses e os 12 anos. Abandonados à nascença, privados dos progenitores, repudiados pelas famílias ou gémeos e trigémeos, crianças amaldiçoadas segundo determinadas etinas, estes meninos e estas meninas receberam-nos com alegria, muitos abraços e solicitações de atenção. Entregámos centenas de embalagens de enlatados e massas alimentares que irão enriquecer a despensa, onde rareiam os alimentos assim como roupas, brinquedos e algumas dezenas de livros que irão integrar a biblioteca infantil que queremos ajudar a criar naquele centro de acolhimento. Fomos recebidas pela Directora do Centro, Mariama Mané Sanhá, viúva do ex-Presidente da República Malam Bacai Sanhá e por educadores que manifestaram o sentido agradecimento pela doação e se juntaram a nós e às crianças na leitura de algumas histórias e nas brincadeiras que se prolongaram ao longo de uma tarde de grande convívio.  





Entrega de alimentos e de livros infantis no Orfanato - Lar Betel

O Lar Betel é um orfanato que funciona numa casa arrendada num Bairro de Bissau e dinamizado pela Francisca, uma Missionária que abraçou o projecto de acolher os orfãos que sabia existirem na capital, sem qualquer apoio.

Tem neste momento 36 crianças, algumas encontradas abandonadas no hospital, na porta de sua casa envoltas num saco de plástico com o cartão de vacinas ao lado ou simplesmente retiradas da rua. Recebeu-nos num ambiente de pouca fartura mas com muito amor e alegria, com as crianças numa aula de dança. Fomos ali levar livros infantis e balões que fizeram a delícia das crianças, mas percebemos no rosto destas e da Missionária o que a vergonha não os deixou dizer de viva voz: sem dinheiro e com o programa de apoio alimentar às escolas parado pelas férias escolares, ali não havia arroz para comer. Voltámos no dia seguinte com 100 kg de arroz, uma pequena ajuda para as grandes necessidades ali existentes. O brilho nos olhos de quem recebeu a oferta foi a melhor recompensa que poderíamos trazer na memória.

Para Dezembro ficou prometida às crianças uma ida à praia que nunca viram, apesar de distar pouco mais de 20km de sua casa. Queremos também poder continuar a encontrar soluções de apoio para este orfanato onde, apesar da limitação de recursos, é perceptível o carinho e a atenção com que todas as meninas e meninos são tratados.


Parceria com ONG guineense Pilil Alil – novos projectos na calha

Em Dezembro passado estabelecemos com a ONG Pilil Alil, uma parceria estreita na área da educação e da saúde, levando até Pecixe medicamentos e um contentor com roupas, material didático e livros infantis que irão integrar o fundo documental da futura Biblioteca da Ilha que queremos ali erigir com esta ONG guineense. Durante esta Missão tivemos alguns encontros de trabalho no sentido de estreitar esta parceira luso-guineense, nomeadamente na área da educação com a construção de um complexo escolar do 5º ao 9º ano, dotado de um centro cultural, uma biblioteca e o possível funcionamento como centro profissional e de capacitação/alfabetização de adultos.
Definido o objectivo, temos agora pela frente um longo caminho para a concretização do projecto. Mas força de vontade é coisa que não nos falta!


Visita ao Centro de Acolhimento de Bambaram – oferta de livros

No centro de acolhimento de Bambaram, vivem crianças portadoras de deficiências motoras e mentais, crianças com doenças congénitas, portadoras de HIV, órfãos ou tão só deixadas à sua sorte pelas famílias.
Aqui, uma congregação religiosa, acolhe estas crianças com o apoio de várias “mães” que as acompanham de perto, tendo em conta as suas especiais necessidades.
Entregámos uma caixa de livros infantis que foram avidamente folheados pelas crianças e passámos com eles uma bonita tarde de brincadeiras com balões e com alguns dos brinquedos que ali deixámos no passado mês de Dezembro.


Preparativos do contentor de ajuda humanitária - Natal com Afectos 2014

Iniciamos agora a recolha de bens para integrar o nosso contentor de ajuda humanitária que iremos enviar para a Guiné-Bissau no início do mês de Novembro e que será distribuído pelos voluntários que vão integrar XIV Missão Solidária da ONGD Afectos com Letras e que decorre, como já vem sendo hábito,  durante a quadra natalícia. De acordo com as necessidades referenciadas pelos nossos parceiros no terreno, a recolha será direccionada para bens alimentares, bens medico-hospitalares, material didáctico e alguns bens para o lazer e desenvolvimento cognitivo das crianças.

Contamos convosco para proporcionar mais um Natal cheio de Afectos às crianças guineenses. 

O ponto de recolha dos bens doados será, como habitualmente, a nossa sede em Pombal – Rua Engº Guilherme Santos, nº2, Escoural, 3100-336 Pombal.

Procuramos voluntários/amigos que se disponibilizem para receber os bens que nos queiram doar em Lisboa, Coimbra e Porto de forma a alargar a base de recolha.


                                Bens que estamos a recolher. Vamos, juntos, multiplicar sorrisos neste Natal?


ALIMENTOS:
Enlatados: atum, sardinha, cavala, carne, feijão e grão, massas, arroz, bolachas, leite em pó, chocolate em pó, açúcar, farinha, óleo alimentar, água.

MATERIAL ESCOLAR
Cadernos (quadriculados e pautados), canetas, lápis, marcadores, lápis de cor, borrachas, afiadeiras, folhas lisas, mochilas, apagadores, giz, tabuadas, dicionários e gramáticas.

SAÚDE
Betadine, luvas descartáveis, fio de sutura, pensos, ligaduras, compressas, termómetros, tesouras, pinças, algodão, fita adesiva, chupetas, biberões, fraldas, lixívia, canadianas, álcool, máscaras cirúrgicas, paracetamol.

LAZER
Bolas de futebol, cordas de saltar, equipamentos de futebol, jogos de tabuleiro, bicicletas, triciclos, instrumentos musicais (pandeiretas, tambores, ferrinhos).

terça-feira, 3 de Junho de 2014

Ecos da Afectos com Letras na Imprensa

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA AFECTOS COM LETRAS CONSTROI ESCOLA NO NORTE DA GUINÉ

A angariação de 9750 euros para construir uma escola no norte da Guiné-Bissau para 108 crianças – que hoje têm aulas debaixo duma árvore, com paredes de cana entrelaçada – é o novo desafio da associação portuguesa Afectos com Letras.

“É uma única sala, só com um professor. A escola tem que ser reconstruída pelos pais sempre no fim da época das chuvas. As condições são inqualificáveis e a frequência dos alunos só é justificada pela enorme vontade de aprender”, referiu Joana Benzinho, coordenadora da associação, à agência Lusa.
A Afectos com Letras já realizou 12 missões na Guiné-Bissau para entregar materiais pedagógicos e de saúde a diferentes instituições, está a construir uma escola no Bairro de Quelelé, em Bissau e apoia outras no país.

Em abril, um grupo de voluntários passou por Maru Bagué, uma aldeia em que a escola funciona em condições precárias, como tantas outras no país.

A diferença é que a região em que está inserida já é “um caso de sucesso em termos de escolas e hortas comunitárias” apoiadas pela organização não-governamental espanhola AIDA.

Os resultados incentivam à construção de um edifício definitivo, que poderá acolher mais alunos.
No total, 58 rapazes e 50 raparigas amontoam-se em três turnos diários, cada qual com quatro horas, entre as 07:00 e as 19:00.

“O ensino é assegurado por um professor, com um único livro”, descreveu Joana Benzinho.
“São necessários 9750 Euros para estas 108 crianças terem uma escola com duas salas de aula. Os pais comprometem-se a pagar um segundo professor”, acrescentou.

Para angariar a verba vão ser organizadas “ações de sensibilização, eventos, jantares solidários e vender mais uma vez artesanato feito com materiais da Guiné-Bissau” tanto em Portugal como na Bélgica, onde alguns membros da associação trabalham.

Fundada em 2009, a Afectos com Letras, Associação para o Desenvolvimento pela Formação, Saúde e Educação, é uma instituição de utilidade pública, reconhecida e registada como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD).Possui uma delegação na Guiné-Bissau desde agosto de 2012.

In Lusa
 

quinta-feira, 15 de Maio de 2014

domingo, 20 de Abril de 2014

ECOS DA AFECTOS COM LETRAS NA IMPRENSA

Voluntários portugueses vão concluir escola para 300 alunos em Bissau

19 de Abril, 2014
Cinco voluntários portugueses partem na segunda-feira para a Guiné-Bissau onde vão trabalhar na conclusão de uma escola que uma associação de Pombal está a construir nos arredores de Bissau, informou hoje a presidente da instituição.
Joana Benzinho, presidente da Associação para o Desenvolvimento pela Formação, Saúde e Educação, disse à agência Lusa que a delegação vai realizar "a pintura da escola e instalação dos equipamentos".
Estes equipamentos, designadamente mesas e cadeiras, além de bens necessários para terminar as obras da escola, no bairro da Quelelé, e ajuda humanitária diversa para a antiga colónia portuguesa (incluindo alimentos e material médico-hospitalar), num total de 20 toneladas, já tinham seguido de barco para Bissau, em Dezembro.
O novo estabelecimento de ensino, que servirá 300 alunos do nível pré-escolar e básico, "vem juntar-se aos outros projectos" que a associação Afectos com Letras já promoveu naquele país.
Destacam-se uma biblioteca pública e duas escolas, "nas quais assegura o pagamento dos professores e do material didáctico, apoio alimentar a mais de 300 crianças e cuidados de saúde básicos", segundo uma nota desta organização não-governamental para o desenvolvimento (ONGD).
Nas duas semanas que durará a XII Missão Solidária Afectos com Letras, os cinco voluntários, coordenados por Joana Benzinho, vão também "entregar bens alimentares, material médico-hospitalar, medicamentos, brinquedos, livros e roupa em orfanatos, escolas e hospitais e centros de saúde", em diferentes localidades da Guiné-Bissau.
Associação para o desenvolvimento pela formação, saúde e educação, fundada em 2009, a Afectos com Letras é uma instituição de utilidade pública, reconhecida como ONGD pelo ministério português dos Negócios Estrangeiros.
Os objectivos da ONGD são "a concepção, promoção, execução e apoio a programas, projectos e acções de cariz social, cultural, ambiental, cívico, educacional e económico".

Lusa/SOL

fonte: http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior.aspx?content_id=103929